Verbos irregulares

Os verbos irregulares são aqueles que não se encaixam num paradigma fixo de conjugação, sofrendo alterações em seu radical ou em sua terminação quando conjugados.

Em relação à conjugação verbal, os verbos são classificados em regulares e irregulares.

Na língua portuguesa, há três paradigmas de conjugação verbal: a 1.ª conjugação para verbos terminados em –ar, a 2.ª conjugação para verbos terminados em –er e a 3.ª conjugação para verbos terminados em –ir.

Os verbos irregulares não seguem esses padrões de conjugação.

  • dar;
  • ouvir;
  • dizer;
  • ir;
  • trazer;
  • medir;
  • haver;
  • pedir;
  • querer;
  • caber;
  • saber;

Exemplos com verbos irregulares

  • Verbo dar
    • Eu dou um jeito nisso.
    • Ele um jeito em tudo.
    • Será que ele nos deu um golpe?
    • Se eu te desse um presente você ficaria feliz?
  • Verbo ser
    • Eu sou casado.
    • Ela é professora.
    • Nós somos todos diferentes.
    • Eles foram felizes.

Conjugação dos verbos irregulares

Não há regras para a conjugação dos verbos irregulares. Em alguns verbos irregulares, as alterações ocorrem apenas nos radicais. Em outros, as alterações ocorrem apenas nas terminações.

Em alguns casos, as alterações ocorrem tanto nos radicais como nas terminações.

Por exemplo, o verbo dar, quando conjugado na 1ª pessoa do singular do presente do indicativo, apresenta a seguinte forma:

  • (eu) dou.

Vemos que a forma dou não recebe a desinência normal -o da referida pessoa. Nesse caso, houve alteração na terminação do verbo.

No caso do verbo medir que, quando conjugado na 1ª pessoa do singular do presente do indicativo, apresenta a forma eu meço a alteração ocorre no radical:

  • meço apresenta radical meç-, distinto do radical med- que aparece no infinitivo e e em outras formas do verbo: med-ir, med-es, med-i, etc.

O fato de um verbo ser classificado como irregular não impede que haja formas regulares dele, ou seja, um verbo irregular não apresenta necessariamente irregularidade em todos os tempos e modos verbais nos quais é conjugado.

O verbo perder, para citar um exemplo, apresenta formas irregulares, como perco, perca, percam, etc., e outras regulares, como perde, perdia, perdi, etc.

Exemplos de verbos irregulares com alterações nos radicais

  • Verbo medir: eu meço (o radical é med-);
  • Verbo trazer: eu trago (o radical é traz-);
  • Verbo ouvir: eu ouço (o radical é ouv-).

Exemplos de verbos irregulares com alterações nas terminações

  • Verbo dar: eu dou (a terminação regular é –o);
  • Verbo dizer: ele diz (a terminação regular é –e);
  • Verbo estar: eu estou (a terminação regular é –o);
  • Verbo fazer: ele faz (a terminação regular é –e).