Pronomes possessivos

Os pronomes possessivos são os pronomes que indicam posse em relação à alguém da conversa.

Assim, são utilizados para indicar alguma coisa que uma das três pessoas do discurso têm. Pode ser um objeto, um sentimento, uma relação, um espaço etc.

Para cada pessoa do discurso há diferentes pronomes possessivos:

Pessoa do discursoPronomes possessivos
1ª pessoa do singular: Eumeu, minha, meus, minhas
2ª pessoa do singular: Tuteu, tua, teus, tuas
3ª pessoa do singular: Ele/elaseu, sua, seus, suas
1ª pessoa do plural: Nósnosso, nossa, nossos, nossas
2ª pessoa do plural: Vósvosso, vossa, vossos, vossas
3ª pessoa do plural: Eles/elasseu, sua, seus suas

Exemplos

  • Meu relógio estava atrasado. (o pronome possessivo meu informa que o relógio pertence à 1ª pessoa do discurso)
  • Teus olhos são lindos. (o pronome possessivo teu informa que os olhos pertencem à 2ª pessoa do discurso)
  • Seu cachorro é muito brincalhão. (o pronome possessivo seu informa que o cachorro pertence à 3ª pessoa do discurso)
  • Nosso amor é o maior do mundo. (o pronome possessivo nosso informa que o amor pertence à 1ª pessoa do plural do discurso)
  • Suas palavras são sempre muito belas. (o pronome possessivo suas informa que as palavras pertence à 3ª pessoa do plural do discurso)

Emprego dos pronomes possessivos

Os pronomes possessivos são utilizados, principalmente, para indicar posse. Contudo, também podem ser empregados para indicar:

  • afetividade:
    • Por favor, não faça isso, minha filha!
  • cálculo aproximado:
    • Acredito que ele já tem seus vinte anos.
  • valor indefinido:
    • Minha irmã tem lá seus defeitos, mas não vivo sem ela.

Ambiguidade

Dependendo do uso que se faz dos pronomes possessivos seu(s) e sua(s) pode ocorrer ambiguidade semântica, isto é, a frase pode ser interpretada de duas formas. Para desfazer a ambiguidade deve-se utilizar as formas dele(s) e dela(s). As palavras dele e dela são formadas a partir da união da preposição de, que indica posse, aos pronomes do caso reto ele e ela: de+ele = dele; de+ela = dela.

Exemplos

  • A mãe disse ao filho que a sua atitude estava errada.
    • Interpretação 1: a atitude do filho estava errada.
    • Interpretação 2: a atitude da mãe estava errada.
  • A mãe disse ao filho que a atitude dele estava errada. → única interpretação: a atitude do filho.
  • A mãe disse ao filho que a atitude dela estava errada. → única interpretação: a atitude da mãe.
  • Mauro, neste momento o Jorge está com a sua namorada.
    • Interpretação 1: O Jorge está com a namorada.
    • Interpretação 2: O Jorge está com a namorada do Mauro.
  • Mauro, neste momento o Jorge está com a namorada dele. → única interpretação: o Jorge está com a namorada.