Pronomes pessoais

Os pronomes pessoais podem ser designados como os elementos-chaves na construção de um discurso ou diálogo. Isso porque eles são palavras que substituem e representam as pessoas do discurso. As pessoas do discurso (ou pessoas gramaticais) são três:

  • O locutor (a pessoa que fala): 1ª pessoa do discurso eu (no singular) e nós (no plural).
  • O interlocutor (a pessoa com quem se fala): 2ª pessoa do discurso tu/você (singular) e vós/vocês (plural).
  • O assunto (do que ou de quem se fala): 3ª pessoa do discurso ele/ela (singular) e eles/elas (plural).

Assim, os pronomes eu, nós, tu, você, vós, vocês, ele, ela, eles, elas são pronomes pessoais, isto é, indicam as três pessoas do discurso. No português brasileiro, o uso da pessoa vós é muito raro em conversas informais, assim utiliza-se você e vocês em vez de tu e vós. Os pronomes pessoais são sempre pronomes substantivos porque substituem as pessoas do discurso.

Classificação dos pronomes pessoais

Os pronomes pessoais são divididos em pronomes retos e oblíquos. Essa classificação é feita de acordo com a função sintática que tais pronomes desempenham nas orações. Os pronomes do caso reto funcionam sempre nas orações como sujeito do verbo e os pronomes do caso oblíquo como objetos ou complementos dos verbos.

SujeitoObjetoVerbo
Eu te convido
Nóso ajudamos
Ela me chamou
Eles lhebateram

Os pronomes do caso reto são: eu, tu (você), ele, ela, nós, vós (vocês), eles, elas. Os do caso oblíquo são: me, mim, contigo, te, ti, contigo, se, si, consigo, lhe, o, a, lhes, os, as, nos, conosco, vos, convosco.

Os pronomes monossilábicos (constituídos por apenas uma sílaba) do caso oblíquo são ainda divididos em duas categorias de acordo com a tonicidade deles:

  • tônicos: mim, ti, si;
  • átonos: me, te, se lhe, lhes, o, as, os, as, nos vos;

Quadro dos pronomes pessoais

Para todo pronome reto há um corresponde no caso oblíquo, mas as funções sintáticas são distintas:

Pessoas do discursoPronomes retos (função subjetiva)Pronomes oblíquos (função objetiva)
1ª pessoa do singulareume, mim, comigo
2ª pessoa do singulartute, ti, contigo
3ª pessoa do singularele, elase, si, consigo, lhe, o, a
1ª pessoa do pluralnósnos, conosco
2ª pessoa do pluralvósvos, convosco
3ª pessoa do pluraleles, elasse, si , consigo, lhes, os, as

Exemplos

  • Eu conversei com o Paulo e ele me disse que gosta muito de poesia. (eu → pronome do caso reto/ função sintática: sujeito do verbo conversar; ele → pronome do caso reto/ função sintática: sujeito do verbo dizer; me → pronome do caso oblíquo/ função sintática: objeto indireto do verbo dizer).
  • Ela gosta muito de mim. (ela → pronome do caso reto/ função sintática: sujeito do verbo gostar; mim → pronome do caso oblíquo/ função sintática: objeto indireto do verbo gostar).
  • Hoje eu vou dizer-lhe que o amo. (eu → pronome do caso reto/ função sintática: sujeito do verbo dizer; lhe → pronome do caso oblíquo/função sintática: objeto indireto do verbo dizer; o → pronome do caso oblíquo/ função sintática: objeto direto do verbo dizer).