Gênero e número dos substantivos

Os substantivos fazem parte da classe de palavras variáveis da língua portuguesa e, assim, podem ser flexionados em gênero (masculino e feminino), número (singular e plural) e em grau (aumentativo e diminutivo).

Flexão de gênero

Os substantivos podem se apresentar no gênero masculino ou no gênero feminino.

O gênero gramatical nada tem a ver com o sexo biológico, é preciso que a distinção entre esses conceitos fique bastante clara: os gêneros gramaticais dizem respeito a todos os substantivos da língua portuguesa, sejam eles dotados de sexo ou não. Por exemplo: o leão, a leoa, a mesa, a mulher, o telefone e o computador.

Embora grande parte dos substantivos apresentem terminações que indiquem o seu gênero gramatical, a forma principal de classificar um substantivo quanto ao gênero é observar o artigo que o antecede.

Geralmente, os substantivos masculinos são antecedidos pelos artigos:

  • o;
  • os;
  • um;
  • uns.

Os substantivos femininos são antecedidos pelos artigos:

  • a;
  • as;
  • uma;
  • umas.

O gênero de um substantivo não se conhece, de regra, nem pela sua significação, nem pela sua terminação. Contudo, para facilidade do aprendizado convém destacar:

Quanto à significação

São geralmente masculinos:

  • os nomes de homens ou de funções exercidas por eles: João, José, rei, padre, mestre;
  • os nomes de animais do sexo masculino: jabuti, galo, cavalo, gato, peru;
  • os nomes de lagos, montes, oceanos, rios e ventos, nos quais se subentendem as palavras lago, monte, oceano, rio e vento, que são masculinas: o Amazonas (o rio Amazonas), o Atlântico (o oceano Atlântico), os Alpes (os montes alpes);
  • os nomes de meses e dos pontos cardeais: agosto findo, setembro vindouro, o Norte, o Leste.

São geralmente femininos:

  • os nomes de mulheres ou de funções por elas exercidas: Maria, Laura, rainha, freira, professora;
  • os nomes de animais do sexo feminino: égua, galinha, gata, perua;
  • os nomes de cidades e ilhas, nos quais se subentendem as palavras cidade e ilha, que são femininas: a antiga Ouro Preto, a Sicília, as Antilhas.

Quanto à terminação

São geralmente masculinos os nomes terminados em -o átono:

  • o aluno, o livro, o lobo, o banco.

São geralmente femininos os nomes terminados em -a átono:

  • a aluna, a mesa, a loba, a caneta.

Formação do feminino

Na língua portuguesa, o gênero feminino pode ser:

  • uma forma derivada do radical masculino, mediante a substituição ou o acréscimo de desinências:
    • aluno/aluna
    • cantor/cantora
  • uma forma completamente diversa da forma masculina, isto é, proveniente de um radical distinto:
    • bode/cabra
    • homem/mulher

Formação do feminino derivados de radical do masculino

  • Os substantivos terminados em -o átono formam normalmente o feminino substituindo essa desinência por -a:
MasculinoFeminino
gatogata
loboloba
leão leoa

Há um pequeno número de substantivos terminados em -o que, no feminino, substituem essa final por desinências especiais: galo/galinha; maestro/maestrina.

  • Os substantivos terminados em consoante formam normalmente o feminino com o acréscimo da desinência -a:
MasculinoFeminino
camponêscamponesa
freguêsfreguesa
cantorcantora
leitorleitora
  • Os substantivos femininos terminados em -ão podem formar o feminino de três maneiras:
    • mudando a terminação -ão em -oa.
    • mudando a terminação -ão em -ã.
    • mudando a terminação -ão em -ona.
MasculinoFeminino
ermitãoermitoa
hortelãohorteloa
leitão leitoa
patrão patroa
aldeão aldeã
anãoanã
anciãoanciã
campeãocampeã
cidadãocidadã
cortesãocortesã
irmãoirmã
bonachãobonachona
comilãocomilona
espertalhãoespertalhona
figurãofigurona
solteirãosolteirona
sabichãosabichona
pobretãopobretona

Nos exemplos, vê-se que os substantivos que fazem o feminino em -ona são os aumentativos ou adjetivos substantivos.

Masculinos e femininos de radicais diferentes

MasculinoFeminino
bodecabra
boivaca
cãocadela
carneiroovelha
cavalheirodama
cavaloégua
compadrecomadre
freisóror
genronora
homemmulher
macho fêmea
maridomulher
padastromadrasta
paimãe
zangãoabelha

Alteração de sentido na mudança de gênero

Há alguns substantivos que significam coisas diferentes quando aplicados em um gênero diferente. Isso é algo importante de se saber porque pode mudar drasticamente o sentido das frases.

MasculinoFeminino
o cabeçaa cabeça
o caixaa caixa
o capitala capital
o morala moral
o rádioa rádio
  • Marcos será o cabeça do negócio (chefe).
  • A minha cabeça está latejando de dor (parte do corpo).
  • O caixa não veio trabalhar (funcionário).
  • A caixa está em cima da mesa (objeto).
  • Irei entrar no negócio com o capital (dinheiro).
  • São Paulo não é a capital do país, mas um grande polo econômico. (localização).
  • Estou com o moral baixo (auto-estima).
  • A moral dessa sociedade é esdrúxula (costumes e regras sociais).
  • Há muito tempo não ouço o rádio (aparelho).
  • Gosto de sintonizar essa rádio (estação).

Flexão de número

Quanto a flexão de número, os substantivos podem se apresentar no singular ou plural.

  • singular: designam um ser único ou um conjunto de seres considerados como um todo (substantivo coletivo):
    • aluno; cão; mesa; povo; manada etc.
  • plural: designam mais de um ser ou mais de um desses conjuntos orgânicos:
    • alunos; cães; mesas; povos; manadas etc.

Formação do plural

Há uma regra geral para a formação do plural de substantivos terminados em vogal, algumas regras específicas para os substantivos terminados em -ão e regras específicas para os substantivos terminados em consoantes.

Substantivos terminados em vogal

Regra geral: o plural dos substantivos terminados em vogal ou em ditongo forma-se simplesmente acrescentando-se -s ao singular.

SingularPlural
mesamesas
estanteestantes
tinteirotinteiros
bonébonés
paipais
paupaus
chapéuchapéus
heróiheróis
mãemães
boibois
livrolivros
plantaplantas
camisacamisas

Substantivos terminados em -ão

Os substantivos terminados em -ão formam o plural mudando a terminação -ão em ões, -ães ou apenas acrescentando-se -s à forma singular.

SingularPlural
balãobalões
botãobotões
cançãocanções
confissãoconfissões
coraçãocorações
eleiçãoeleições
opiniãoopiniões
questãoquestões
alemãoalemães
cãocães
capitãocapitães
catalão catalães
guardiãoguardiães
pãopães
tabeliãotabeliães
cidadãocidadãos
cortesãocortesãos
cristãocristãos
irmãoirmãos
órfãoórfãos
bênçãobênçãos
sótãosótãos

Todos os aumentativos formam o plural mudando a terminação -ão para -ões: amigalhão, amigalhões; bobalhão, bobalhões; narigão, narigões; casarão, casarões etc.

Plural com alteração de timbre da vogal tônica

Alguns substantivos, cuja vogal tônica é o fechado, além de receberem a desinência -s, mudam, no plural, o o fechado (ô) para aberto (ó).

  • caroço;
  • contorno;
  • coro;
  • corpo;
  • corno;
  • corvo;
  • despojo;
  • destroço;
  • esforço;
  • fogo;
  • fornos;
  • foro;
  • fosse;
  • imposto;
  • jogo;
  • miolo;
  • olho;
  • osso;
  • ovo;
  • poço;
  • porco;
  • posto;
  • povo;
  • reforço;
  • renovo;
  • rogo;
  • sobrolho;
  • socorro;
  • tijolo;
  • toco;
  • troço

Substantivos terminados em consoante

Geralmente, os substantivos terminados em consoante formam o plural com o acréscimo de desinências à forma singular. A desinência mais comum de formação do plural em substantivos terminados em consoante é a terminação -es.

  • Os substantivos terminados em -r, -z e -n formam o plural acrescendo-se -es ao singular:
SingularPlural
marmares
açúcaraçúcares
rapazrapazes
raizraízes
abdômenabdômenes
cânoncânones
  • Os substantivos terminados em -s, quando oxítonos, formam o plural acrescentando também -es ao singular; quando paroxítonos, são invariáveis:
SingularPlural
o ananásos ananases
o portuguêsos portugueses
o paísos países
o atlasos atlas
o piresos pires
o ônibusos ônibus
  • Os substantivos terminados em -al, -el, -ol e -ul substituem no plural o -l por -is:
SingularPlural
animalanimais
papelpapéis
farolfaróis
lençollençóis
móvelmóveis
  • Os substantivos oxítonos terminados em -il mudam o -l para -s:
SingularPlural
ardilardis
barrilbarris
covilcovis
funilfunis
fuzilfuzis
  • Os substantivos paroxítonos terminados em -il substituem esta terminação por -eis:
SingularPlural
fóssilfósseis
réptilrépteis
  • Nos diminutivos formados com o sufixos -zinho e -zito, tanto o substantivo primitivo como o sufixo vão para o plural, desparecendo, porém, o -s do plural do substantivo primitivo. Assim:
SingularPlural
balãozinhobalões(s) + zinhos > balõezinhos
papelzinhopapéi(s) + zinhos > papeizinhos
colarzinhocolare(s) + zinhos > colarezinhos
cãzitocãe(s) + zitos > cãezitos