Colocação pronominal

A colocação pronominal diz respeito a posição do pronome em relação ao verbo. Há três tipos de colocação pronominal:

Prócliseo pronome é colocado antes do verbo
Ênclise o pronome é colocado após o verbo
Mesóclise o pronome é colocado no meio do verbo

As regras de colocação pronominal são destinadas, principalmente, ao pronomes átonos me, te, o, a, lhe, nos, vos, os, as, lhes.

Embora existam algumas regras básicas, a colocação pronominal também varia em função do ritmo, do estilo e da ênfase.

Próclise

Na próclise, o pronome é colocado anteposto ao verbo, isto é, aparece nas orações antes do verbo.

  • Não o conheço.

Uso da próclise

A próclise deve ser usada quando antes do verbo, na oração, houver palavras que possam atrair os pronomes átonos. Essas palavras atrativas são:

  1. Palavras de sentido negativo: não, nada, ninguém, nunca, nenhum, jamais, etc.
    • Não o maltratei.
    • Nunca se queixa nem se aborrece.
    • Ninguém lhe resiste.
    • Nada a perturba.
    • Nenhum lugar nos agradou.
    • Jamais te importunei.
  2. Os pronomes relativos: o qual, cujo, quanto, que, quem, onde.
    • Há pessoas que nos querem bem.
    • Conhece a mulher por quem se apaixonou?
  3. As conjunções subordinativas: embora, se, conforme, visto que, etc.
    • Quando nos viu, afastou-se.
    • Ela não quis a roupa, embora lhe servisse.
    • Reagimos porque nos agrediram.
  4. Os pronomes indefinidos: tudo, nada, pouco, muito, quem, todos, alguém, algo, nenhum, ninguém, quanto.
    • Tudo se acaba.
    • Algo o incomoda?
  5. A palavra só, no sentido de apenas, somente, e as conjunções coordenativas alternativas: ou … ou, ora … ora, quer … quer.
    • me ofereceram um gole d’água.
    • se lembram dos pais quando precisam de dinheiro.
    • O rio, ora se estreita, ora se alarga caprichosamente.
  6. Certos advérbios, sem que haja pausa marcada por vírgula.
    • Sempre me lembro dela.
    • se abrem as portas das lojas.
    • O avô talvez o ajude a encontrar um trabalho.
    • Ainda se lembra de mim?

A próclise também é utilizada em orações interrogativas iniciadas por advérbios ou por pronomes interrogativos e nas orações exclamativas:

  • Quem se apresenta?
  • Como te iludes!

Ênclise

Na ênclise, o pronome é colocado posposto ao verbo, isto é, aparece nas orações depois do verbo.

  • Dê-me um café.

Uso da ênclise

Segundo as regras gramaticais, a ênclise deve ser usada em quatro situações. São elas:

  1. Nos períodos iniciados por verbo (exceto verbos no futuro), pois na norma padrão, não se inicia frase com pronome oblíquo:
    • Vendoa entrar correu e deu-lhe um abraço.
    • Digame toda a verdade!
  2. Nas orações reduzidas de gerúndio:
    • A menina reclamou muito, comportando-se muito mal.
    • Fiquei muito triste, lembrando-me do passado.
  3. Nas orações imperativas afirmativas:
    • Cale-se agora mesmo!
    • Sente-se e fique quieto!
  4. Orações reduzidas do infinitivo:
    • Irei dizer-te tudo o que sinto.

Na conversação familiar, isto é, em contextos comunicacionais informais é permitido o uso dos pronomes átonos no início das orações. Também ocorre na língua escrita quando se deseja reproduzir a fala dos personagens:

Me ponho a correr na praia.
Me larga! Eu quero ir embora! – disse o garoto.

Mesóclise

Na mesóclise o pronome é intercalado ao verbo, isto é, é inserido no meio do verbo.

  • Para o meu mundo, arrastar-te-ei .

Uso da mesóclise

A intercalação das variações pronomiais átonas ocorre somente no futuro do presente e no futuro do pretérito.

Essa colocação pronominal é mais utilizada na linguagem literária.

  • Realizar-se-á, em maio, uma reunião de prefeitos.
  • Falar-lhe-eia teu respeito, na primeira oportunidade.
  • Por este processo, ter-se-iam obtido melhores resultados.

A mesóclise é colocação exclusiva da língua culta e da modalidade literária. Na fala corrente, emprega-se a próclise: Eu lhe direi toda a verdade. Eles se arrependerão.