A conjunção que

As conjunções são classificadas em função do contexto frásico em que aparecem, de modo que uma mesma conjunção pode ser utilizada com diferentes sentidos.

Assim, muitas conjunções não têm classificação única, imutável, devendo, portanto, ser classificadas de acordo com o sentido que apresentam no contexto.

A conjunção que é uma dessas conjunções que pode ser tanto coordenativa quanto subordinativa e que pode apresentar muitos sentidos: adição, explicação, comparação, concessão etc.

As classificações da conjunção que

A conjunção que pode ser:

  • aditiva (com sentido de e)
    • Esfrega que esfrega, mas a mancha não sai.
    • A nós que não a eles, compete resolver a situação.
  • explicativa (com sentido de pois, porque)
    • Apressemo-nos que chove.
    • Vamos logo que ainda chegaremos no horário.
  • consecutiva
    • Tanto se esforçou que conseguiu ganhar o jogo.
    • Estude bastante que você passará de ano.
  • comparativa (com o sentido de do que, como)
    • A luz é mais veloz que o som.
    • Ficou vermelho que nem brasa.
  • concessiva (com sentido de embora, ainda que)
    • Beba, um pouco que seja.
    • Alguns minutos que fossem, ainda assim seria tempo ganho.
  • temporal (com sentido de depois que, logo que)
    • Chegados que fomos, dirigimo-nos para o portão de embarque.
  • final (com sentido de para que)
    • Vendo-me atoa, pediu-me que ajudasse.
    • Vou estudar que irei bem nas provas.
  • causal (com sentido de porque, visto que)
    • Velho que sou, apenas conheço os costumes do meu tempo.
    • Estava correndo tanto que caiu.
  • integrante
    • Diga-lhe que não irei à festa.

A locução conjuntiva sem que

A locução conjuntiva sem que também pode ser utilizada com diferentes sentidos e assumir classificações diversas:

  • concessiva (com o sentido de embora não)
    • Nós lhe davamos comida e roupa, sem que ele pedisse.
  • condicional (com o sentido de se não, caso não)
    • Ninguém será bom cientista, sem que estude muito.
  • consecutiva (com o sentido de que não)
    • Não saem de casa sem que voltem sujos.